Dojo Kun

Dojo Kun Dojo Kun (Os cinco princípios éticos do Karate) HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO - Esforçar-se para formação do caráter saudável HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO - Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO - Criar o intuito de esforço HITOTSU REIGI O OMONZURU KOTO - Respeito acima de tudo HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO - Conter o espírito da agressão indestrutiva ! ! !

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O karate-do foi criado em Okinawa, uma ilha japonesa, há cerca de 12 séculos. Era época de guerra, então os moradores de Okinawa estavam estritamente probidos de usar armas. Logo, a única solução foi criar um meio eficaz de se defender de mãos vazias, e foi dessa necessidade que surgiu o karatê-do (caminho das mãos vazias). Como Okinawa é uma ilha turística, muitos estrangeiros visitavam-na, inclusive nessa época, e os principais visitantes eram chineses. Logo, o karatê sofreu leve influência do kung-fu shaolin. Inicialmente haviam três estilos principais: o Naha-te, o Shuri-te e o Tomari-te (cada qual levava o nome da sua cidade, Naha, Shuri e Tomari). Te significa mão. O karatê, no geral, também era chamado de Okinawa-Te (mão de okinawa). Juntamente com o karate também se desenvolveu o Kobu-do, que é o que chamamos de "karate com armas", pois é uma arte irmã do karate que usa armas agrícolas, como o sai, a tonfa, o bastão, o nunchaku, entre outras. Como eram proibidos o uso de qualquer meio de resistência à guerra, o karate-do era uma arte clandestina, e os praticantes que fossem pegos poderiam até mesmo serem mortos.
Ou seja, o karate-do foi criado pelo povo de Okinawa, em um tempo de necessidade. Talvez seja isso que faz com que o karate seja tão eficiente: Os guerreiros de Okinawa deveriam saber se defender plenamente de espadas e outras armas cortantes, de mãos vazias ou com armas agrícolas. O karateca faz do corpo sua própria arma.
Observação importante: O karate sofreu, sim, leve influência do kung-fu shaolin, mas é uma arte nipônica (japonesa).

2 comentários:

Postar um comentário

tigre

tigre