Dojo Kun

Dojo Kun Dojo Kun (Os cinco princípios éticos do Karate) HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO - Esforçar-se para formação do caráter saudável HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO - Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO - Criar o intuito de esforço HITOTSU REIGI O OMONZURU KOTO - Respeito acima de tudo HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO - Conter o espírito da agressão indestrutiva ! ! !

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

HISTÓRIA DO KARATÊ

HISTÓRIA DO KARATÊ
Geral no Brasil no Amazonas


O Início do Karatê no Brasil

Como o Judo, o Karate também chegou ao Brasil com os imigrantes japoneses no ano de 1908 e instalou-se primeiro em São Paulo, principalmente nas cidades do interior, nada mais lógico do que este estado se transformar no pioneiro do Karate nacional. Foi introduzido através das colónias japonesas nas cidades de Biguá, Pedro de Toledo, Bastos, Maria e Garça, além do litoral e da capital paulista. Durante vários anos, os imigrantes japoneses ensinaram a "arte da mão vazia" aos jovens japoneses e aos poucos brasileiros que se interessavam.
Só em 1955 é que o Mestre Mitsusuke Harada organizou oficialmente a primeira academia na Rua Quintino Bocaiúva, 255, no centro da capital paulista. Nascido na Manchuria, em 1928, começou a estudar Karate em 1943 com o Mestre Funakoshi no Dojo Shotokan. Recebeu seu 5º Dan directamente do Mestre Funakoshi. Fez o curso de Economia e Comércio na prestigiosa Universidade de Waseda. Veio para o Brasil para trabalhar num banco japonês, mas não se desligou do Karate. Aqui teve como um dos seus alunos principais o Mestre Tomeji Ito. Mais tarde, assumiu definitivamente a função de ensinar Karate profissionalmente. Em 1963, deixou o Brasil e viajou para França, a convite do Mestre Ohshima, mas por motivo de problemas com sua permissão para morar naquele país, dirigiu-se finalmente para Grã-Bretanha onde fez sua residência.
Em 1958, o Mestre Seiichi Yoshitaka Akamine chegou ao Brasil com o propósito de ensinar Karate. Nascido no dia 14 de Maio de 1920, em Naha, Okinawa, foi instruído no estilo Shorin-ryu pelo Mestre Chomo Hanashiro, estilo que praticou até os dezasseis anos, quando recebeu o 1º Dan. Chegando em São Paulo fundou sua escola e formou diversos alunos que se espalharam pelo Brasil e pela América do Sul, como era o seu sonho. Viajou muito fazendo demonstrações e difundindo o Karate no interior paulista e paranaense. A sua primeira academia foi fundada na rua Tabatinguera, chegando a ter filiais em vários estados do Brasil e outros países. Faleceu no dia 18 de julho de 1995.
O Mestre Akamine começou a ensinar Karate num clube japonês no bairro da Vila Prudente, Clube Santos, e em sua própria casa, na Rua Oriente, no bairro do Brás, juntamente com Kawamura, Nakaema, Osaka, Higashino, Yasutaka Tanaka, Sadamu Uriu, Juichi Sagara e Sawaguchi (este último, logo depois retornou ao Japão).
Os primeiros cintos negros formarem-se no Brasil pela Shotokan foram: Milton Osaka, Inoki (irmão de Sagara), Benedito Nelson Augusto Santos (que já era cinto negro pela Goju-ryu), Lirton Monassa, Fernando Pessoa, Yasuyuki Sassaki, Ailton M. Menezes, Oswaldo Duncan, Raimundo Bastos, Maurício, Márcio Bievenutti, Claudio Trigo, William Felippe, Júlio Takuo Arai e Dinor. Nomes que ajudaram a construir a história do Karate no Brasil .
E assim o Karate foi-se espalhando e crescendo de norte a sul do Brasil.
Fonte: Prof. Pedro Luiz Chiés, Associação Chiés Karatê-Do, Brasil, 2001, in site oficial

Principais mestres pioneiros do Karatê Brasileiro foram:

JUICHI SAGARA
EISUKE OISHI
TETSUMA RIGASHINO
YOSHIHIDE SHINZATO
KOJI TAKAMATSU
TAKETO OKUDA
YASUTAKA TANAKA
YASUNORI YONAMINE
MICHIZO BUIO
SADAMU URIU
RIUZO WATANBE
AKIO YOKOYAMA

Origem do Karatê Desportivo


Dorival Caribe da Bahia
primeiro campeão brasileiro

Introduzido no Brasil na década de 50, através da colônia Japonesa, inicialmente no Estado de São Paulo e posteriormente em outros estados, o Karate desenvolveu sua prática por todo o País, culminando com equipes competitivas e a participação dos atletas brasileiros em competições nacionais e internacionais, onde conquistaram inúmeras medalhas.
O Primeiro Campeonato Brasileiro:
O I Campeonato Brasileiro de Karate foi realizado há quarenta anos atrás na cidade do Rio de Janeiro - Ginásio de Esportes do Botafogo Futebol e Regatas. Esta foi a primeira competição oficial de Karate no Brasil. Foi realizado nos dias 2 e 3 de dezembro de 1969 e teve a participação dos seguintes estados: São Paulo, Distrito Federal, Bahia e Rio de Janeiro.

RESULTADOS:
Kumite Individual
1º Lugar: Dorival Caribe (BA)
2º Lugar:Denílson Caribe (BA).

Kata Individual
1º Lugar: Cláudio Trigo (RJ)
2º Lugar: Denílson Caribe (BA).

Kumite Equipe
1º Lugar : Rio de Janeiro (Lirton Monassa, Márcio Benvenutte, Cláudio Trigo, Mario Cervone, Paulo Góes, Fernando Soares e Antonio Fraga).
2º Lugar: São Paulo (Alfio Ferrari Filho – Roberto Ferreira – Joel Souza - Luiz Tasuke Watanabe – Toshio Nagai e Djair Daniel).

Kata Equipe
1º Lugar: Rio de Janeiro (Cláudio Trigo – Marcio Benvenute - Antonio Fraga - Mario Cervone e Sebastião Nazaré )
2º Lugar: Bahia (Denílson Caribe – Ivo Rangel – Ivan Palma e Milton Mucarzel).

Os atletas acima relacionados fazem parte da história do Karatê brasileiro e participaram do primeiro campeonato oficial de Karatê no Brasil. A entidade dirigente da modalidade na época era a Confederação Brasileira de Pugilismo, através do seu Departamento de Karatê.
Fonte: Confederação Brasileira de Karatê

O Primeiro Torneio de Âmbito Nacional

Na coluna de Denílson Caribé, no Jornal Esportivo da Bahia de 1977, há menção do que teria sido o primeiro torneio de karatê em âmbito nacional como transcrito abaixo:
Em junho de 1965, por via rodoviária e o que é mais importante, com cada atleta pagando a sua própria passagem, embarcou a primeira Seleção Baiana de Karatê com a seguinte constituição: Técnico Eisuke Oishi; atletas: Denílson Caribe, Renato de Jesus Pereira, Renato Duarte Filho, Lázaro Gagliano, Carlos Alberto Costa e Ivo Rangel da Silva.
Esse torneio foi o primeiro de âmbito nacional feito para atletas de Karatê e sua realização, no ginásio da Polícia de São Paulo, reuniu um público de quase seis mil pessoas, superlotando as dependências existentes. Ele nos surpreendeu, agradavelmente pela sua organização e pela receptividade obtida junto ao público
esportivo paulistano e, muito mais, quando no final, a Seleção Baiana foi proclamada campeã. Não sem antes ter havido a nossa desclassificação praticamente feita pelo prof. Taniguchi que funcionou como Árbitro central em todas as lutas, agindo com indisfarçada parcialidade, o resultado não teria sido injusto se considerássemos que, nervosos pelas constantes distorções da arbitragem, os atletas baianos acabaram por concluir alguns golpes, contundindo os adversários. Isto, porém, no nosso entender, apresentou a eficiência que deveria ser fruto dos ensinamentos de Taniguchi, opinião idêntica à de outros mestres presentes. Estes, reunidos acabaram por mudar grande parte das decisões da arbitragem concedendo-nos a vitória e, finalmente, o Título de certo modo surpreendente e inesperado de Campeões do I Torneio Nacional de Karatê.
Isto representou uma revisão ampla na decisão do nosso principal objetivo: aliar a técnica à eficiência.

Organização do Karate no Brasil

No Brasil a Entidade Nacional de Administração da modalidade karate é a Confederação Brasileira de Karate-CBK (representante de 26 Federações estaduais), que está filiada a WKF e vinculada ao Comitê Olímpico Brasileiro-COB certificado do COB, além de reconhecida através da Portaria nº 551 do Ministério da Educação (10/11/1987), portaria do MEC como entidade de direção nacional da modalidade, com
competência na área do desporto de sua própria denominação.

Confederação Brasileira de Karate

Ata de Fundação
No dia 11 de setembro de 1987, às 15 horas e 25 minutos, na sala de reuniões na sede da Confederação Brasileira de Pugilismo (CBP), na cidade do Rio de Janeiro, reuniram-se em Assembléia Geral, para atender a convocação feita através do Edital publicado no Diário Oficial da União do dia 10 de agosto de 1987, os presidentes das federações estaduais de karate filiadas ao departamento de karate da CBP, sob a Presidência do Sr.Armando Vasconcelos, Presidente da CBP, para fundação e eleição da 1ª Diretoria Provisória da Confederação Brasileira de Karate e aprovação do estatuto da entidade. Após a verificação das credenciais as quais foram consideradas legais, o senhor Presidente solicitou a indicação do Secretário da Assembléia, sendo indicado o Sr. Valdeci Alves Rodrigues, então presidente da Federação Espírito-santense de Karate. Após os procedimentos regulamentares, por unanimidade dos presentes, foi fundada a CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE KARATE. Em seguida foi apresentada pelas Federações Mineira e Rondoniense de Karate a chapa para a primeira diretoria (provisória) da entidade, sendo eleita por unanimidade e aclamação, sendo os eleitos
declarados empossados pela Assembléia Geral.
Diretoria fundadora:
Presidente Fauzi Abdala João
Vice-Presidente Hugo Nakamura
Secretário Alcir Magalhães
Tesoureiro Aldo Lubes
Diretor Técnico Teruo Furusho
Segundo Presidente: Marcelo Guimarães Arantes
Presidente atual: Edgar Ferraz de Oliveira

1 comentários:

Postar um comentário

tigre

tigre