Dojo Kun

Dojo Kun Dojo Kun (Os cinco princípios éticos do Karate) HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO - Esforçar-se para formação do caráter saudável HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO - Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO - Criar o intuito de esforço HITOTSU REIGI O OMONZURU KOTO - Respeito acima de tudo HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO - Conter o espírito da agressão indestrutiva ! ! !

domingo, 25 de janeiro de 2009

Principais Mestres

Principais Mestres
“Bushi” Matsumura

Nascido em Shuri, Okinawa, por volta de 1796, Sokon Matsumura começou seu treinamento com o lendário mestre Sakugawa, um dos pioneiros do Karatê.
Mestre Matsumura viajou para China em missões diplomáticas, onde conheceu e estudou diversas escolas de artes marciais chinesas. De volta a Okinawa tornou-se professor da guarda da família imperial, sendo o primeiro mestre a dar nome próprio ao seu sistema marcial, anteriormente conhecido por Shuri-Te por se basear na cidade de Shuri. Chamou de Shorin-Ryu , sendo Shorin a pronuncia nativa para Shaolin.
Entre seus estudantes mais dedicados podemos destacar Mestre Kanryo Higaonna fundador do Naha-Te e Choki Motobu, famoso lutador Okinawano que venceu um lutador russo em um desafio e lançou o Karatê como método de combate pelo mundo afora.
Mestre Matsumura costumava dizer .: “ Se quer entender a verdade da Arte Marcial, deve estudar assiduamente. Na sua base, as artes plásticas e literárias e as Artes Marciais são uma mesma coisa.”

Kanryo Higashinonna

Nasceu em Naha, Okinawa, em 1853. Apesar de vir de uma linhagem preeminente (seu pai pertencia a casta dos Samurais), eram anos de crise onde os Samurais se encontraram em uma situação de ter que buscar qualquer trabalho ao ter que estar envolvido com o governo.
Mestre Higashionna próximo aos 19 anos começou a estudar Karatê-Do com aquele que foi seu principal mestre, o Mestre Aragaki, que provavelmente lhe ensinou o Naha-te original.
Aos 23 anos se estabeleceu em Fukien, uma província ao sul da China, ingressou na escola do Mestre de Boxe Chinês Ryoko Ryu. Inicialmente não lhe foi permitido realizar nenhum treinamento, tendo que se dedicar a trabalhos diversos, cuidando do jardim, fazendo limpezas e muitas outras tarefas. Depois de algum tempo foi aceito como discípulo.
Isto era uma prática atual naquele tempo, antes de ser admitido como discípulo tinha que permanecer um tempo realizando trabalhos servis, com a finalidade de evoluir o caráter e a conduta, somente depois de ser considerado satisfatório pelos professores e ter ganhado sua confiança permitia-se que o aspirante iniciasse seus estudos da Arte Marcial.
Depois de muito estudar ganhou reputação como um dos melhores estudantes de Ryuko Ryu, sua técnica preferida era o Maegueri (chute frontal), o que lhe rendeu o apelido de “A Perna”.
Depois de 12 ou 13 anos aproximadamente de treinamento regressou a Okinawa, havia se tornado expert em Tode (técnica de mãos chinesas), e começou a receber pessoas que pedia que lhes ensinassem sua arte, tendo em vista que ensinava por prazer e não pedia remuneração, treinava seus discípulos segundo seus critérios em condições muito duras, tal como havia aprendido.
O Mestre Higashionna é considerado o mais antigo karate-ka de Okinawa, e o primeiro que modernizou o Karatê-Do, a maioria dos seus estudantes desenvolveram seus próprios sistema baseados em seus ensinamentos.
Morreu em 1916, seu legado prosseguiu através de seus seguidores, um dos mais destacados foi o Mestre Chojun Miyagi fundador do Goju-Ryu.



Chojun Miyagi

Mestre Chojun Miyagi nasceu em 25 de abril de 1888 em Naha – Okinawa.
Foi conduzido as Artes Marciais aos 11 anos por sua mãe que o apresentou ao Mestre de Karatê Ryuko Aragaki.
No Dojo do Mestre Aragaki treinou duramente por três anos, aos 14 anos foi apresentado por seu mestre a um grande amigo o Mestre Kanryo Higaonna sendo aceito como discípulo do Mestre Higaonna.
O Mestre Miyagi treinou arduamente pois o treinamento imposto por seu Mestre Higaonna era o mais difícil da época, se exercitando com pesos e no makiwara.
Embora tivesse pensado em desistir por inúmeras vezes Mestre Miyagi persistiu e expandiu seu treinamento para fora do Dojo, levantando pesadas pedras, corria da escola para casa e vice-versa, mesmo assim durante a prática do Kata Sanchin, as vezes desmaiava pela tensão muscular que o Mestre Higaonna impunha.
Exausto depois do treino noturno, Mestre Miyagi algumas vezes não conseguia subir as escadas de sua casa e dormia na entrada dela. Mas sua paixão pelo Karatê-Do não diminuía, tendo sido treinado como sucessor de seu Mestre.
Mestre Miyagi treinou com o Mestre Higaonna por 13 anos até o falecimento deste em 1916, Partiu então para a China para estudar Artes Marciais, De Regresso da China criou o Kata Tensho, que possuía qualidades suaves, em contrapartida da dureza do Kata Sanchin.
Em 1926 fundou o Okinawa Karatê-Jutsu Kenkyu Kai, em 1928 foi convidado a dar aulas de Karatê-Do na Universidade de Kioto. Em 1930 nomeou seu estilo como “Goju-Ryu”. Em 1932 tornou-se catedrático da recém criada Seção de Karatê da universidade Kansai em Osaka. Na formação do “Daí Nippon Butoku Kai”, a associação máxima das artes marciais do Japão, em 1933, Mestre Miyagi representou as artes marciais de Okinawa apresentando um trabalho escrito intitulado “Esboço do Karatê-Do, ele foi reconhecido oficialmente como Mestre de Karatê-Do da Butoku-Kai, sendo o primeiro Mestre de Karatê-Do oficial do mundo.
Mestre Miyagi morreu em 1953 e foi um dos grandes responsáveis pela evolução e disseminação do Karatê-Do pelo mundo.



Seiykichi Toguchi

Nasceu em 20 de maio de 1917, em Naha – Okinawa, estudou no Dojo do Mestre Seko Higa (único aluno do Mestre Chojun Miyagi que possuiu um Dojo antes de seu falecimento), podendo treinar direto com o Mestre Chojun Miyagi, que assistia freqüentemente o treino no Dojo de Seko Higa.
Serviu na Armada Japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. Depois da guerra voltou a Okinawa colaborando para a reconstrução do país. Também ajudou o Mestre Seko Higa a construir seu Dojo na cidade de Itoman, sendo este o primeiro Dojo de Karatê-Do a abrir suas portas após a guerra.
Em 1954 funda o Dojo Shorei Kan na cidade de Koza (hoje cidade de Okinawa).
Um episódio daquela época ilustra a habilidade do Mestre Toguchi no Karatê-Do. Quando sua esposa abriu um comercio, a Yakuza (máfia japonesa), pediu um pagamento pela “proteção”, Mestre Toguchi se negou, e a noite foi atacado de surpresa por vários bandidos da máfia. O resultado foi três Yakuzas mortos e dezoito gravemente feridos.
O Mestre Miyagi durante anos transmitiu seus conhecimentos teóricos e técnicos, e o ensino as bases para criar um método de aprendizagem do Karatê-Do tarefa a que se entregou totalmente. Depois de vinte anos de pesquisas e estudos criou o primeiro método completo de estudo do Karatê-Do.
Com isto, além de um método de aprendizado formalizado, aparece pela primeira vez na história das Artes Marciais os exames para a mudança de graduação, anteriormente não existia exames de nenhum tipo e somente os mestres usavam a faixa preta.



Masanobu Shinjo

Mestre Shinjo formalmente iniciou sues estudos de Karatê-Do em 1953 com o Mestre Toguchi, mas com o Mestre Miyagi também conheceu a natureza suave e extraordinária força do Karatê-Do.
Com a ida de seu Mestre Toguchi para Tóquio a fim de divulgar e expandir o Karatê-Do o Mestre Shinjo abriu seu próprio Dojo e fundou seu próprio estilo o Shobukan (que nada mais é que a derivação de seu nome).
Após a década de 60, Mestre Shinjo começou com demonstrações e viu sua organização crescer não somente nos Dojos do Japão, mas também no Norte e Sul da América, Sul da África, Europa e Índia.
Em 1982, Mestre Shinjo tornou-se Kyu Dan (9º Dan), recebendo o título de “Hanshi”, pela Okinawa Goju-Ryu Goju-Kai, fazendo dele um dos maiores do ranking dos mestres de Goju-Ryu em Okinawa.



Morihiro Yamauchi

O Mestre Yamauchi nasceu em Yokohama, Japão, em 05 de maio de 1940, filho de Seiko Yamauchi e Yasu Yamauchi.Aos 17 anos iniciou seus estudos com o Mestre Toguchi aluno direto do Mestre Miyagi. Após dois anos de estudo seu mestre viajou para Tóquio para difundir o Karatê-Do levando consigo o Mestre Yamauchi.
Ao retornar a Okinawa Mestre Yamauchi prosseguiu com seus estudos com o Mestre Shinjo que na ocasião havia aberto seu próprio Dojo e criado seu próprio estilo o “Goju-Ryu Shobukan”
O treinamento em Okinawa era muito severo e como não era raro aconteciam vários desafios e pequenos confrontos entre artistas marciais de diversos estilos. Mestre Yamauchi conta que os combates em que participou, sempre acabavam em cavalheirismo e respeito.
Aos 23 anos, Mestre Yamauchi veio para o Brasil, continuou seus estudos de Karatê-Do com seu irmão, também praticante do Goju-Ryu. Em 1968, abriu um Dojo com seu irmão na cidade de São Bernardo do Campo.
Ao longo dos anos ensinou em vários lugares do ABC, em 1975 fundou em sede própria seu Dojo “Okinawa Karatê-do Goju-Ryu Shobukan”, no Brasil, onde está até os dias de hoje, sendo o representante oficial desta arte marcial não somente no Brasil, mas em toda América Latina.

O Mestre Yamauchi é um estudioso das Artes Marciais a aproximadamente 50 anos, totalmente dedicados ao Karatê-Do Goju-Ryu Shobukan, formou mais de 250 faixas pretas, e lecionou para mais de 5.000 alunos.
Em 17 de março de 2006 por iniciativa do Vereador Wagner Lino (também estudante do Karatê-Do), a Câmara Municipal da cidade de São Bernardo do Campo, concedeu em homenagem solene o título de Cidadão São-Bernardense ao Mestre Morihiro Yamauchi.

A solenidade aconteceu com a presença de diversos alunos, professores e membros de diferentes academias da região, o Mestre Yamauchi foi homenageado recebeu a honraria maior que a Câmara da Cidade de São Bernardo do Campo pode conceder.

Segundo o autor da iniciativa, Vereador Wagner Lino a homenagem é mais do que justa. "Temos a grata satisfação de aprender com o senhor. Obrigado, mestre, por estar entre nós", declarou o vereador Wagner Lino que também é aluno do Mestre Yamauchi. "O Karatê-Do é uma escola de vida, de formação de caráter", completou o parlamentar.

Depois de uma apresentação demonstrando técnicas de kata, defesa pessoal e combate, Mestre Yamauchi recebeu o título de Cidadão e o “Pin” com o brasão da Casa das mãos do vereador Wagner Lino.

O Mestre Yamauchi agradeceu emocionado e falou do incentivo que a homenagem representa. "Com o espírito do samurai e a benção de Deus é que conseguimos chegar até aqui. Por esse tipo de apoio é que a noite de hoje é possível", o mestre ainda brincou dizendo que viveu 23 anos no Japão e 43 em São Bernardo. "Portanto sou mais brasileiro do que japonês".

O Mestre Yamauchi por diversas vezes retornou a Okinawa para aperfeiçoar seus estudos, estando lá em 1979, 1989, 1996, sendo que no ano de 2006 retornou ao seu Dojo em Okinawa onde conta que após realizar um descritivo completo contendo várias páginas sobre sua própria história de anos de estudo da Arte Marcial do Karatê-Do foi honrado pela Federação Internacional de Okinawa Karatê-Do Goju-Ryu Shobukan com o título de “Kyoshi”, Hashidan (8º Dan).

1 comentários:

Postar um comentário

tigre

tigre